VALE A PENA FAZER A FL SE VOCÊ AINDA NÃO SABE O QUE VENDER?

Eu já perdi as contas de quantas vezes me perguntaram isso.

E, neste texto, eu vou responder essa pergunta de forma categórica e definitiva.

Mas, para isso, eu preciso te contar uma coisa.

Ou melhor: vou te contar provavelmente A história mais contada e recontada de todos os tempos.

A primeira pessoa que contou essa história, lá pelos anos de 348 antes de Cristo, foi Platão (o próprio), mas eu vou contar aqui do meu jeito.

Imagine a seguinte situação:

Dois homens viviam dentro de uma caverna e, por medo ou incerteza, nunca saíam de lá - ou sequer chegavam perto da saída.

E por nunca terem chegado perto da saída, tudo o que eles conseguiam ver eram as sombras daquilo que existia lá fora.

Aquilo era o que eles conheciam como realidade.

Imagem

Quer dizer que aquilo que era a realidade?
Não.

Mas de dentro da caverna era impossível saber o que tinha lá fora.

Agora, por que eu tô te contando isso?

Algumas poucas pessoas deixam de fazer a Fórmula de Lançamento por ainda não terem ideia de que produto ou serviço lançar.

O problema é que, sem fazer a Fórmula de Lançamento, fica difícil de entender que tipo de produto ou serviço específico é possível lançar para fazer um 6 em 7 (ou seja, mais de R$ 100 mil de faturamento, 6 dígitos, em 7 dias).

Tentar descobrir um produto ou serviço ideal para fazer um 6 em 7 sem fazer a Fórmula de Lançamento é o mesmo que esses homens tentarem entender o mundo fora da caverna sem sair da caverna.

Em outras palavras, o curso da Fórmula de Lançamento abre os seus olhos para uma realidade diferente da que você vive.

E é isso que aumenta drasticamente as chances de você encontrar seu produto ou serviço.

Logo, se você não sabe o que vender, a maior recomendação que eu posso te dar é se inscrever na Fórmula de Lançamento enquanto pode.

Foi isso que a Luciana Fiaux e o Gerônimo Theml fizeram.

Pode parecer que eles já entraram na FL sabendo o que iam lançar, mas não é verdade.

Eles entraram na FL sem ter produto ou serviço pra vender.

E a Luciana faturou R$ 129 mil. O Gerônimo, múltiplos 7 dígitos (ou seja, múltiplos milhões).

Fez sentido para você?

Se ainda não, deixa eu complementar esse raciocínio com um fato simples.

Na semana passada eu me reuni com um grupo de alunos da Fórmula de Lançamento e um deles me mostrou um vídeo de um cara que talvez você conheça, talvez não, que chama Tiago Brunet.

Nesse vídeo, o Tiago Brunet conta a seguinte história:

Um belo dia, às 5 horas da manhã, o filho dele, José, de 4 anos foi até o quarto dele, o acordou e perguntou:
- Pai, quando eu crescer eu vou poder casar?

E ele falou pro filho:

- Já tá de olho em alguém, filho? haha.

E completou:

- Vai, vai poder casar sim.

E o menino perguntou:

- E eu vou poder ter filho?

- Vai poder ter filho, sim.

- E o que você vai ser dele, pai?

- Eu vou ser avô.

- Mas e o avô Dario*?
(*Dario é o avô do José)

- O avô Dario vai virar bisavô do seu filho.

-Ah… Mas pai, quando eu casar, que babá vai cuidar de mim?

A plateia ali na hora riu e brincou com a situação, que é engraçada, de fato.

Mas aí o Tiago explicou uma coisa que me fez ficar presente prum fato curioso.

Ele falou assim:

- Deixa eu te explicar qual é a preocupação do meu filho:

Ele tem 4 anos.

Ele só vai ao banheiro se alguém leva.

Ele só come se alguém dá comida para ele.

Ele está o tempo todo com alguém: pai, mãe, vó, babá.

Foi aí que a dúvida surgiu na cabeça da criança:
se ele vai casar, morar em outra casa, longe da família, quem vai cuidar dele?

Na cabeça dele, é inconcebível não ter uma babá.

E aí ele diz a grande sacada:

A mente dele vê o futuro limitado ao que ele conhece do presente.

Por que eu tô te contando isso?

Porque na minha cabeça é muito difícil você conseguir visualizar um produto capaz de gerar um 6 em 7 com a mente que você tem agora.

Infelizmente, sem fazer a Fórmula de Lançamento, vai te faltar distinções e conceitos que serão determinantes para você conseguir visualizar um produto ou serviço que se encaixe na sua realidade e que seja capaz de gerar um 6 em 7.

Logo, se você não sabe o que vender, mas quer fazer um 6 em 7, seu primeiro passo é se matricular na FL enquanto você ainda pode, se ainda estiverem sobrando vagas.

Foi o que aconteceu com o professor Diogo. Quando ele entrou na Fórmula de Lançamento, a única coisa que fez ele se inscrever foi o sonho de melhorar de situação financeira.

Ele não tinha ideia que ia ensinar o que ensinou - e acabou faturando R$ 1.8 milhão em 2017. Isso aos 25 anos de idade.

Antes de entrar na FL ele estava na caverna.

Antes de entrar na FL ele via o futuro com a mente do presente.

Somente depois de entrar na FL ele acabou visualizando o produto que ele tinha que lançar.

E o mais interessante de tudo é que o produto estava na cara dele o tempo inteiro: ele só não conseguia ver.

Como assim não conseguia ver, Erico?

Reza a lenda que lá pelos idos de 1500, chegaram por aqui umas caravelas muito loucas e boladonas com os portugueses.

Só que olha que viagem:

Parece que os relatos da época indicam que os índios que viviam aqui não "viram" as caravelas chegarem.

Viam só as ondulações do mar.

Porque era uma situação tão improvável na cabeça dos índios, que eles não conseguiam ver acontecendo.

Porque eles achavam impossível que dez naus e três caravelas pudessem surgir no mar e atracar em terra firme. Era uma realidade que eles nunca imaginaram que fosse ocorrer.

E as vezes é isso que acontece: as oportunidades passam na nossa frente e a falta de maturidade ou conhecimento não nos permite enxergar.

Por isso, quando alguém me pergunta:

- Erico, mas eu não tenho um produto ou serviço para vender. Será que eu devo fazer a Fórmula de Lançamento?

Minha resposta é sempre um categórico: sim.

Por quê?
Porque a Fórmula de Lançamento é o equivalente a sair da caverna.

É o equivalente para mim a dar um upgrade na sua mente para que você comece a poder observar as oportunidades que estão na sua frente, mas que você está cego para elas.

Porque de dentro da caverna não dá para ver.

Você precisa sair dela para enxergar.

Foi o que aconteceu também com o Leandro, que eu chamo de Ladeirinha.

Mal sabia ele, quando ele entrou na FL, qual seria o produto que ele ia lançar.

Acredite ou não, ele ficou milionário com um produto de pompoarismo.

Mas isso eu te conto do lado de fora da caverna.

O que você tem que fazer agora é dar o primeiro passo em direção a sair da caverna e se inscrever na FL.

Feito com
Klickpages